domingo, 18 de novembro de 2007

"Bruxa de Blair" - O pioneiro no marketing viral pra promoção de filmes

Com toda essa falação sobre o marketing viral de "Tropa de Elite", li um artigo esses dias sobre o filme "A Bruxa de Blair", que foi o pioneiro no uso da Internet pra divulgação cinematográfica.

Por mais que o filme em si não tenha sido lá essas coisas todas, a idéia que os produtores tiveram foi sensacional. Ao lançar um site com supostas imagens do registro final de uma expedição dizimada ao investigar a lenda de uma bruxa em uma floresta americana, criaram uma verdadeira febre na Rede; e o filme, produzido com a ninharia de U$ 35.000, arrecadou U$ 150 milhões em apenas 3 meses de exibição.

Vale dar uma relembrada. E aí vai o tal site do projeto, com a mitologia inventada

http://www.blairwitch.com/mythology.html

e o teaser, mt bom:

http://www.blairwitch.com/aicn.mov

Ah, e vcs lembram daquele filme mongol "Turistas", sobre uns gringos que vêm pra cá e são mortos e bla bla bla? Pois é, eles tb usaram uma estratégia interessante pra divulgação: antes de começarem a falar do filme em si, criaram perfis pra cada personagem no Myspace, como se fossem pessoas reais, com a personalidade de cada um e como estavam empolgados para vir pro Brasil. Acho que pouca gente ficou sabendo disso aqui, e infelizmente já tiraram esses perfis do ar, mas até que fez sucesso entre os usuários americanos do site de relacionamentos, e a idéia é bem interessante.

2 comentários:

Chaché disse...

Po... tinha comunidade no orkut prá boicotar o Turistas e tudo.

A ação além dos perfis - que eu nem sabia que existiam - consistia ainda na publicação de um site de turismo sobre o Brasil. No caso sobre o Brazil. Depois de um tempo o site virou uma página de notícias sobre a guerra do tráfico de drogas, o tráfico de órgãos e sobre índios canibais. [O que gerou essa confusão toda que só deu mais visibilade, principalmente aqui no Brasil, prum filme pequeno]

Buzina Louca disse...

Da Bruxa de Blair eu conhecia o projeto, mas do turistas não. Boa lembrança.